- 16/10/19

Benefícios fiscais de Residência Não Habitual em Portugal

Há muitas razões para investir em imobiliário no Algarve. É uma das regiões turísticas mais populares da Europa, acolhendo 3,7 milhões de dormidas por ano, com uma elevada procura de imóveis de qualidade para arrendamento no verão. O Algarve beneficia de 3000 horas de sol por ano para desfrutar dos seus campos de golfe incríveis, praias espetaculares e muito, muito mais.

Nos anos mais recentes, Portugal tornou-se rapidamente num refúgio para pessoas com um elevado património – que beneficiam de um regime tributário único com atrativos benefícios fiscais. Contudo, uma residência não habitual é algo que todas as pessoas que pensam em investir no Algarve devem considerar.

 

Em primeiro lugar, isenta de tributação quaisquer rendimentos de pensões privadas auferidos no estrangeiro – com possibilidade de isenção similar para outros rendimentos. A acrescer, o rendimento decorrente de atividades de alto valor acrescentado auferido em Portugal é tributado a uma taxa fixa de 20% (aplica-se uma sobretaxa de 3,5%). Deve ser também ponderado que não existe um imposto sobre o património ou imposto sucessório ao abrigo do sistema português. Para solicitar a residência não habitual, a pessoa necessita apenas de se tornar contribuinte português – desde que não o tenha já sido nos cinco anos anteriores ao pedido. Depois de cumpridos estes requisitos, é possível então usufruir dos benefícios desta tributação por um período de 10 anos consecutivos – uma verdadeira estabilidade fiscal.
 

O regime foi introduzido pela primeira vez em Portugal em 2009, sendo um dos seus principais objetivos atrair pessoas abastadas e as suas famílias para Portugal tornando financeiramente vantajoso o estatuto de residente contribuinte. Como resultado, os Residentes Não Habituais portugueses podem fazer crescer a sua riqueza numa jurisdição na lista branca, receber rendimentos num ambiente fiscal favorável, dispor dos seus ativos e beneficiar de isenções fiscais, transmitir o seu património livre de imposto sucessório ou sobre doações e desfrutar da sua reforma sem sacrificar as suas pensões. Há mais no estilo de vida algarvio do que praias espetaculares e golfe – faz também perfeito sentido a nível financeiro.
 

As pensões, dividendos, royalties e juros de rendimentos obtidos no estrangeiro são todos isentos de imposto sobre o rendimento das pessoas singulares em Portugal. Além disso, determinados tipos de salários, desde que sejam pagos a partir de uma fonte não portuguesa, podem também estar isentos de imposto. E isto pode também ser implementado muito rapidamente – as decisões têm habitualmente um prazo de até 8 meses – tendo o estatuto efeitos retroativos até à data da residência fiscal portuguesa.

Os Vistos Gold são uma atração muito exultada para o Algarve – mas como a tributação não habitual demonstra, existem muitos outros incentivos financeiros para o incentivar a dar esse passo. Conforme demonstrado na imprensa recente, as estratégias fiscais offshore já não são tão seguras como antes – tudo isto faz do Algarve uma alternativa altamente desejável para o futuro.


Artigos



- 20/05/2020

Dia Mundial das Abelhas no Ombria Resort

Desde explicar a importância dos polinizadores para o ecossistema às curiosidades mais interessantes sobre abelhas ou as medidas que podemos tomar a fim de preservar e garantir o seu habitat natural.

saber mais
- 01/12/2019

Vistos Gold: Vantagens de Investimento em Portugal

Um Visto Gold foi lançado pelas autoridades portuguesas como processo acelerado para permitir a investidores estrangeiros de países exteriores à UE obterem uma autorização de residência totalmente válida em Portugal.

saber mais
- 16/10/2019

Benefícios fiscais de Residência Não Habitual em Portugal

Há muitas razões para investir em imobiliário no Algarve. É uma das regiões turísticas mais populares da Europa, acolhendo 3,7 milhões de dormidas por ano, com uma elevada procura de imóveis de qualidade para arrendamento no verão...

saber mais
go to the top of the page